Paraiba

09/03/2013 - 04:24:17
LANÇAMENTO

Juiz Onaldo Queiroga lança livro sobre a vida de “Luiz Gonzaga”, na Usina Cultural da Energisa

Em sua explanação, o magistrado fez um resumo de como conheceu Luiz Gonzaga e da importância desse mito que vem de uma das regiões mais profundas do Brasil.

Autor: Redação do portal

Juiz Onaldo Queiroga lança livro sobre a vida de “Luiz Gonzaga”, na Usina Cultural da Energisa

O escritor Onaldo Queiroga, juiz auxiliar da presidência do TJPB, começou o discurso de lançamento seu novo livro “Baião em Crônicas”, fazendo os agradecimentos. “Primeiro a Deus. Em segundo lugar aos meus pais, minha esposa, filhos e noras. Agradeço a Joquinha Gonzaga, Chiquinha Gonzaga, Daniel Gonzaga e principalmente ao meu amigo irmão Sérgio Gonzaga, sem eles jamais essa obra teria sido um sonho realizado. E a todos vocês que vieram compartilhar comigo esse momento de tão indescritível alegria”.

O evento, que o incentivo cultural do TJPB, aconteceu na Usina Cultural da Energisa, na noite desta quinta-feira (7), faz parte das manifestações culturais sobre o centenário de Luiz Gonzaga, ocorrido em 2012. O selo é da editora “Prazer de Ler”, do Recife. O desenho da capa é de autoria do artista plástico paraibano Clóvis Junior.

“Baião em Crônicas” traz uma abordagem sobre a vida e a obra de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião e, tem como finalidade demonstrar através de crônicas e fotos uma boa parte da trajetória do filho de Januário e dona Santana, desde o nascimento no Sítio Caiçara, Exu, Pernambuco, passando pela infância, adolescência, na Vila do Araripe, sua saída do Exu, os dez anos de Serviço Militar, sua chegada ao Rio de Janeiro, o início de sua vida profissional junto a RCA Victor e na Rádio Nacional

Em sua explanação, o magistrado fez um resumo de como conheceu Luiz Gonzaga e da importância desse mito que vem de uma das regiões mais profundas do Brasil. “Era o ano de 1978. Era uma noite sertaneja de céu aberto, estrelado e de Lua exuberante. Lá estava eu nos meus doze anos de idade acompanhado dos meus avós maternos na cidade de Pombal, no meio de uma multidão para assistir um comício, cuja atração principal era Luiz Gonzaga do Nascimento. Repentinamente o Gonzagão surge do meio do povo, de gibão e chapéu de couro, logo ali na minha frente. Confesso que fiquei desnorteado, hipnotizado, estático e de boca aberta ao olhar para aquele homem”.

“Esse livro emerge depois de muitos anos de dedicação, mas é preciso dizer que o universo Gonzaguiano é imenso, por isso, quem afirmar que consegue num só livro falar tudo sobre o Rei do Baião, sem dúvida, não está comprometido com a verdade. É impossível numa única obra escrever tudo acerca do Lua, sem que ocorram omissões sobre sua vida pessoal, como também artística”, prosseguiu Queiroga.

O prefaciador, poeta e repentista Oliveira de Panelas, fez a apresentação da obra, em versos e chamou atenção do publico. Elevou o potencial do autor e fez versos com o personagem, Luiz Gonzaga. “É de grande importância o lançamento desse livro do meu amigo Onaldo Queiroga, aliás, um livro sem ele não tivesse significado nenhum ele já é um livro. Mas esse do juiz Onaldo Queiroga, trabalhando em cima dessas crônicas bonitas sobre Luiz Gonzaga, sobre seu centenário é de suma importância, porque a gente tem que valorizar os personagens fortes da cultura brasileira”, resumiu.

A presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargadora Fátima Bezerra, prestigiou a solenidade e enalteceu a iniciativa do juiz Onaldo Queiroga. “Evidente, que precisamos continuar com esse trabalho, porque a cultura faz parte do nosso progresso, da nossa visão de desenvolvimento e precisamos apoiar magistrados e servidores também. Apoiar todos aqueles que transitam e fazem parte do Judiciário, através de publicações de suas obras e de seus trabalhos. É muito importante que o Tribunal de Justiça apoie,não só o Tribunal, mas todas as instituições públicas e privadas porque a arte faz parte da nossa vida”, fechou.

 

Fonte: Gecom/ Kubitschek Pinheiro