Conceição-PB

01/03/2013 - 12:47:47
ABORTO

Matéria do aborto em Conceição, noticiada em primeira mão pelo portal VALE DO PIANCÓ NOTÍCIAS, toma conta do Brasil

A notícia se espalha por todo país. Portal dispara em acessos

Autor: Redação do portal

Matéria do aborto em Conceição, noticiada em primeira mão pelo portal VALE DO PIANCÓ NOTÍCIAS,  toma conta do Brasil

Durante todo o dia de ontem(28) e manhã de hoje, a notícia dada, em primeira mão, pelo portal VALE DO PIANCÓ NOTÍCIAS, circula por todo país, em todos os meios de comunicação.

Neste momento, o jornalista Samuka, apresenta a matéria em seu programa exibido pelo TV Correio e faz duras críticas a atitude da jovem que fez o aborto no banheiro do hospital Caçula Leite em Conceição.

Conforme foi apurado pela polícia civil da cidade de Conceição, a jovem Jaqueline Limeira de Sousa, 21 anos, deu entrada no hospital, com sintomas de diarréia e vômito. No entanto, quando perguntada pela médica de plantão, Drª Klénia Suassuna sobre a possibilidade de gravidez, a jovem negou por diversas vezes.

Momentos depois, a médica mandou aplicar um soro fisiológico, tentando evitar a desidratação, em decorrência da diarréia e dos vômitos anunciado pela paciente e mandou que ela fosse internada, para ficar em observação.

No entanto, quando uma enfermeira de plantão foi ao apartamento do hospital, a jovem havia desaparecido e deixado um feto no vaso sanitário do apartamento. Tão logo percebeu o feto, a enfermeira acionou a polícia que averiguou o ocorrido e saiu em diligência para prender a jovem, que reside no distrito do Vidéo, município de Conceição.

Seis pessoas foram interrogadas. Entre elas, a médica de Plantão no hospital. E ficou esclarecido que a jovem havia, de fato, feito o aborto, porém em seu depoimento, ela disse não saber das gravidades do ocorrido.

Diante disso, a polícia pediu a perícia do corpo da criança, para saber se ela morreu antes ou depois do aborto e a jovem foi presa. Caso se confirme a morte da criança depois do aborto a jovem poderá responder por crime doloso, que tem pena de 20 a 30 anos de cadeia.

O fato chocou a população da cidade de Conceição e se espalhou por todas as redes sociais da região, da Paraíba e do Brasil. O portal aumentou o número de acesso e percebeu que através do seu monitoramento de sua conta no Google analyticis, pessoas de todas as regiões do país, pessoas procuram saber maiores detalhes do ocorrido.

Atônitos, alguns populares pedem um aprofundamento nas investigações da polícia