Valor da cesta básica supera o salário mínimo pela primeira vez

Grupo de itens essenciais pesquisados pelo Procon chegou a R$ 1.226, enquanto o salário mínimo é de R$ 1.212.

CRISE


O preço da cesta básica na cidade de São Paulo ultrapassou o valor do salário mínimo em maio. De acordo com pesquisa realizada pelo Núcleo de Inteligência e Pesquisas do Procon-SP, em convênio com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), os itens básicos dos paulistanos teve alta de1,36%, em relação ao mês anterior.

O valor da cesta agora é de R$ 1.226,12, enquanto que o salário mínimo está em R$ 1.212, ou seja, R$ 14,12 a menos. A situação, explica Guilherme Farid, diretor-executivo do Procon-SP, é bastante rara e serve de sinal de alerta para os consumidores e para as autoridades responsáveis.

Farid adverte para maior atenção dos consumidores no momento de fazer as compras. “Procure, na medida do possível, realizar a substituição dos produtos que estão em alta por outros que estão em baixa e possuem o mesmo peso nutricional”, orienta.

O ideal é realizar a consulta de preços pela internet e ficar atento aos produtos com maior ou menor variação, dados trazidos pela pesquisa em questão. O cidadão que não confere e consulta os preços em diferentes locais e diferentes estabelecimentos corre o risco de sair no prejuízo.

A cesta básica do Procon-SP é composta por 39 produtos, dos quais 27 apresentaram alta, nove caíram de preço e apenas três mantiveram-se estáveis.

Os itens que mais subiram de preço

Cebola: 31,7%

Desodorante spray:  6,8%

Salsicha avulsa: 6,3%

Queijo muçarela fatiado: 5,5%

Farinha de mandioca torrada: 4,9%

Os itens que mais caíram de preço

Papel higiênico: - 8,8%

Absorvente aderente: - 4,2%

Sabão em barra: - 1,65%

Frango desfiado inteiro: -1,6%

 

Fonte: R7

QR Code


Comentários


Aviso Legal: Qualquer texto publicado na internet através doVale do Piancó Notícias, não reflete a opinião deste site ou de seus autores e é de responsabilidade dos leitores que publicam.