Cazares pode pegar um ano de prisão após dar festa na quarentena50679

Jogador do Atlético, que foi diagnosticado com covid-19, foi multado em R$ 132 mil pela Vigilância Sanitária por descumprir decreto e dar festa

Cazares foi visto jogando "pelada" durante isolamento

A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar o jogador do Atlético Juan Cazares por infração de medida sanitária depois que o atleta deu festas com aglomeração de pessoas em sua casa, localizada em um condomínio na cidade de Lagoa Santa, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Desde abril, um decreto municipal prevê multa para proprietários de casas que descumprirem a regra e realizarem festas ou eventos com aglomeração de pessoas. Cazares foi multado pela Vigilância Sanitária em R$ 130 mil.

O meia equatoriano foi o único jogador do Atlético a ter diagnóstico positivo para a covid-19. Ele passou por exames nas últimas semanas, quando o elenco foi autorizado a retomar os treinos na Cidade do Galo, em Vespasiano, também na Grande BH. 

De acordo com o delegado Flávio Rabello, a Polícia Civil tomou conhecimento nesta terça-feira (2) de que o jogador teria "promovido algumas festas com aglomerações" e abriu um inquérito para investigar a conduta de Cazares. 

— O Código Penal prevê detenção de um mês a um ano a quem infringir o artigo 268, que tipifica infração de medida sanitária preventiva. Ao final, vamos concluir se o jogador realmente praticou o ilícito penal ou não.

Em uma rede social, Cazares disse que as "respostas virão quando a bola rolar e quando os fatos forem esclarecidos. Agora sigo atento à minha saúde e daqueles que compartilham os dias comigo no Brasil". 

Essa não foi a primeira confusão que o atleta se envolveu por "furar a quarentena". Há um mês, o equatoriano foi flagrado jogando uma "pelada" junto com outro companheiro do Atlético, o meia venezuelano Otero. 

Outra investigação

Essa não é a primeira vez que Cazares é investigado pela Polícia Civil. Em setembro do ano passado, duas mulheres chamaram a polícia para denunciar que foram agredidas pelo jogador e mais três amigos durante uma festa na casa dele. 

Cazares prestou depoimento e negou as agressões. Ao final do inquérito, a Polícia decidiu não indiciá-lo por agressão por não haver indícios de que ele teria agredido as mulheres. 

Fonte: Por R7