Filho de Cleber Santana é reprovado em teste da Chape e mãe se revolta29902

Viúva do jogador e mãe de Clebinho ficou revoltada e falou em “falta de sensibilidade” por parte do clube

 A viúva de Cleber Santana ficou revoltada com o fato do filho mais velho do jogador, Clebinho, de 14 anos, ser reprovado na peneira das categorias de base da Chapecoense. De acordo com Rosângela, o clube catarinense não teve sensibilidade com o herdeiro do meia, que morreu na tragédia aérea do dia 29 de novembro do ano passado.

Achei um absurdo. Como que faz isso com uma criança que está passando pelo que ele está passando? Quando o pai era vivo, jogava lá. Depois que morreu, não serve. Os amigos dizem que é canhoto, que vai ser igual o pai. Aí, chegou lá e não passou por estar sem condicionamento. Como uma criança, passando por isso tudo, vai ter condicionamento? Se fosse uma pessoa sensata, não faria isso. Ele quando crescer quer começar na Chapecoense. Eu disse: "Você começa onde for, mas não nessa Chapecoense", desabafou Rosângela, de acordo com o Globoesporte.com.

A Chapecoense se defendeu e disse que não há distinção no processo de avaliação dos meninos. Clebinho já tinha participado da peneira no clube no ano passado, mas acabou “abandonando” por conta de cansaço. Mas segundo Rosângela, a interrupção foi em consenso e o retorno do garoto para dar continuidade ao processo estava previsto para janeiro deste ano.

Mano Dal Paiva, responsável pela base da Chapecoense, se explicou. “Ele veio fazer avaliação, ficou uns dias e não voltou mais. Era bem franzino e pequeno, achávamos até que era sub-13. Segundo o pessoal, no ano passado ele foi fazer avaliação e parou. O próprio Cleber deve ter visto que era preciso fazer algo diferente por estar muito abaixo dos demais. Se faz a peneira, todos são iguais. Independentemente do pai, temos que ser imparciais e ver o lado técnico”, disse Dal Piva, segundo.

O diretor da base deixou as portas abertas para Clebinho voltar. “Ele pode voltar daqui a três meses, avaliamos, fazemos algo diferente. Se percebemos que qualquer um tem potencial, desenvolver, é algo bem tranquilo. Os meninos mudam muito de tempo em tempo nessa fase de crescimento, vai amadurecendo. Ninguém está fora e ninguém está garantido”, acrescentou.

Enquanto isso, o filho mais novo de Cleber Santana, Haroldo, de 12 anos, tenta seguir os passos do pai. Ele está em uma escolinha do Grêmio.

Fonte: Notícia ao Minuto