Mulheres lutam por mais espaço na política da Paraíba48834

Na Paraíba, apenas 18,4% das 223 prefeituras são administradas por mulheres. Na Assembleia Legislativa (ALPB) são atualmente seis deputadas, das 36 cadeiras disponíveis; na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) das 27 cadeiras, apenas quatro são de mulheres, sem falar no Congresso onde temos apenas uma representação feminina no Senado e uma na Câmara dos Deputados, lembrando que a vice-governadoria do Estado é ocupada por uma mulher. Hoje, as representantes femininas da Paraíba trabalham para garantir nas eleições de outubro uma maior participação das mulheres como forma de mudar a realidade atual.

O Movimento de Mulheres Municipalistas (MMM) composto por prefeitas e apoiada pela Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) trabalha para mudar essa realidade no Estado. Atualmente, a Paraíba conta com 41 prefeitas.

Nas eleições de 2016, oito chapas foram compostas por mulheres também no cargo de vice, nas cidades de São Bentinho, São José de Princesa, São José do Brejo do Cruz, Algodão de Jandaíra, Diamante, Duas Estradas, Mamanguape e Pilõezinhos.

A prefeita do município de Monteiro, Anna Lorena, disse acreditar que as mulheres ainda se sentem tímidas com questões relacionadas à política, mas, revelou que na sua cidade está conseguindo mudar os pensamentos das mulheres.

“Eu sou a terceira prefeita do município, que desde que escolheu a primeira mulher, o povo nos outorgou esta missão por prova de competência em outras funções públicas desempenhadas anteriormente com responsabilidade e também carinho, dedicação e respeito. Para a prefeita, é preciso levar esse entendimento também para outros municípios.

“Hoje no município percebemos o crescimento da mulher dentro das questões políticas também no legislativo, secretariado municipal, presidentes de associações, sejam elas urbanas ou rurais. Estamos em contato com essas guerreiras diariamente, elas que nos ofertam demandas e soluções, contribuindo no processo de crescimento de Monteiro, que é o maior município da Paraíba. Como cidadã, mulher, gestora e política, sinto imenso orgulho, afinal, estou nesta história de luta ao lado de grandes mulheres”, afirmou Anna Lorena.

A prefeita monteirense também defende o movimento municipalista que para ela, tem sido algo importante, pois garante a abertura e realização de debates e diálogos que favorecem a população. De acordo com ela, através desta abertura com os diversos setores da sociedade é que se percebe as demandas para que se possa apontar, em conjunto, uma melhor resolução de problemas.

“Faço parte do movimento municipalista de mulheres, que têm buscado ativamente a inserção da mulher nos processos de governabilidade, este movimento permite que as mulheres se unam ainda mais, em todas as esferas, e isso consequentemente reflete diretamente no país, estado e município”, destacou a prefeita de Monteiro, acrescentando que as mulheres estão se tronando mais fortes, em uma busca incessante pelo bem da população.

Conquista de respeito

A prefeita de São Vicente do Seridó, Graciete Dantas, destacou que a competência levou a mulher a conquistar espaços, ganhar respeito e a sonhar mais.

“Hoje a mulher está presente em tudo, e sua presença se multiplica em cada sonho realizado. Por isso, destacamos a nossa luta em defesa do municipalismo e da melhoria de vida da população. Hoje, no Dia Internacional da Mulher, parabenizo as mulheres, por serem símbolo de amor, fraternidade e fortaleza”, destacou.

Correção

A prefeita de Duas Estradas, Joyce Renally, revelou que ingressou na política ao perceber uma péssima administração no município. De acordo com ela, sua chegada a prefeitura garantiu a realização de obras e o desenvolvimento da cidade.

“Consegui realizar muita coisa em nosso município, os dois primeiros anos foram difíceis, pois tinha que arrumar a cidade mediante ao caos encontrado, mas mesmo nos dois primeiros ano conseguimos, construir praças e iniciar a revitalização do nosso centro histórico. Após isso conseguimos realizar a construção do Mirante de São Francisco. Consegui investir na saúde, trazendo mensalmente várias especialidades como: cardiologista, ginecologista, psiquiatra, urologista. Como também realizamos ultrassonografias, mamografias dentre outros exames”, destacou a prefeita.

Ela explicou ainda que no seu mandato garantiu a valorização da mulher como o foco no empreendedorismo através da gastronomia e artesanato.

“Conseguimos criar a feira de artesanato, onde artistas locais se apresentam e movimentam bastante a nossa estação ferroviária que se tornou mais um atrativo em nossa cidade. Realizamos além destes muitos outros eventos, obras e serviços sempre buscando o melhor para nossa população”, revelou a prefeita de Duas Estradas.

Referência

A prefeita de Belém, Renata Christinne, disse que apesar das dificuldades tem conseguido desempenhar um papel fundamental no município. Entre as realizações, a gestora considera como mais importante a abertura e funcionamento do Centro de Referência de Saúde da Mulher.

Segundo a prefeita, uma unidade de saúde com atendimento exclusivo para mulheres (mamografia; ultrassom; colposcopia; consultas gineco/obstetrícia).

“A mulher é uma gestora nata. A Política é envolvente e dinâmica e neste momento de transformações/mudanças precisa de mulheres gestoras. Apesar das grandes dificuldades e desafios, tenho muito orgulho de tudo que construímos e melhoramos no nosso município. Por isso, incentivamos mais mulheres na política”, disse.

Com relação às mulheres na política é algo ainda muito complicado, por sempre existirem pessoas que não acreditam em nossa capacidade nos diversos setores, principalmente neste ambiente que ainda é majoritariamente masculino, porém percebo que já avançamos, e acredito que avançaremos muito mais.

Fonte: Por André Gomes