Eleções nos EUA: 11 mil testemunhas: Secretária de imprensa da Casa Branca exibe evidências de fraude

A aparição no programa de Sean Hannity, na Fox News, ocorreu um dia depois que a emissora cortou McEnany enquanto falava sobre as alegações de fraude.

Eleções nos EUA


A secretária de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany, disse nesta terça-feira (10) que a campanha de Donald Trump já tem evidências que provam irregularidades nas eleições de 2020.

A aparição no programa de Sean Hannity, na Fox News, ocorreu um dia depois que a emissora cortou McEnany enquanto falava sobre as alegações de fraude.

Segundo a Fox, as alegações eram infundadas.

McEnany revelou que a campanha possui 11 mil testemunhas e que foram compilados 500 depoimentos juramentados até o momento. A porta-voz tinha consigo as 234 páginas dos depoimentos provenientes do condado de Wayne, no Michigan e os exibiu como prova em várias ocasiões enquanto repreendia a mídia, que ignorou os relatórios.

“Em Wayne County, no Michigan, havia um lote onde 60% das cédulas tinham as mesmas assinaturas. Outras 35 não tinham registro de eleitores, mas foram contados mesmo assim. E 50 cédulas foram processadas várias vezes em uma máquina”, afirmou. “Uma mulher disse que seu filho estava morto, mas mesmo assim votou”, acrescentou McEnany.

Ainda de acordo com ela, Wayne é um condado onde observadores republicanos foram ameaçados de “assédio racial” e os adversários democratas estavam distribuindo documentos sobre “como distrair os adversários republicanos”.

“O presidente quer justiça para os mais de 72 milhões de homens e mulheres esquecidos deste país”, concluiu McEnany.

 
Fonte: Terça Livre

QR Code


Comentários


Aviso Legal: Qualquer texto publicado na internet através doVale do Piancó Notícias, não reflete a opinião deste site ou de seus autores e é de responsabilidade dos leitores que publicam.