Israel reduziu 98,9% na mortalidade por covid-19 entre vacinados

Ministério da Saúde também identificou queda no número de casos graves e pacientes hospitalizados com sintomas da doença

Vacinação


 O Ministério da Saúde de Israel divulgou neste sábado (20) que foi registrada uma redução de 98,9% na mortalidade por covid-19 entre as pessoas que receberam as duas doses da vacina da Pfizer contra o novo coronavírus, na comparação com duas semanas atrás.

O comunicado da pasta, no entanto, não indicou quantas pessoas foram consideradas para o cálculo da taxa divulgada, apenas explicou que foram comparadas aquelas que tinham recebido a segunda dose do agente imunizante há pelo menos 14 dias, e aquelas não receberam nenhuma.

Além da redução da mortalidade, o Ministério da Saúde informou ter acontecido uma redução de 98,2% no número de casos graves da Covid-19 e de 98,9% na quantidade de pacientes hospitalizados com sintomas da doença.

Por outro lado, a pasta divulgou que a quantidade de infectados entre os vacinados caiu 95,8%, enquanto os pacientes que apresentaram febre ou sintomas respiratórios foram reduzidos em 98%.

"A vacina reduz significativamente a morbilidade e a mortalidade no país", garantiu o diretor-geral do Ministério, Hezi Levy.

O impacto da vacinação também foi sentido no número de pacientes em estado grave, que nos últimos dias caiu em quase 25%.

Há pouco mais de duas semanas, foi iniciada a campanha de vacinação em Israel, voltada para todas as pessoas com mais de 16 anos, depois de uma veloz primeira fase, em que foram imunizados idosos acima de 60.

Até o momento, quase 3 milhões de pessoas receberam as duas doses da vacina contra o novo coronavírus. Cerca de 1,2 milhão teve a aplicação da primeira.

Fonte: EFE

QR Code


Comentários


Aviso Legal: Qualquer texto publicado na internet através doVale do Piancó Notícias, não reflete a opinião deste site ou de seus autores e é de responsabilidade dos leitores que publicam.