Portugal detecta 13 casos da variante ômicron do coronavírus

Todos são jogadores e membros do time de futebol Belenenses. Surto fez time jogar de Lisboa contra o Benfica com apenas 9 jogadores – entre eles 2 goleiros – pelo Campeonato Português.

Europa


Portugal detectou 13 casos da variante ômicron do novos coronavírus, todos relacionados a jogadores e membros do time de futebol Belenenses, afirmou a autoridade sanitária do país nesta segunda-feira (29).

Segundo o Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge, um dos infectados é um jogador que viajou recentemente à África do Sul, onde a nova variante foi descoberta.

Como os outros não viajaram para o país, podem ser um dos primeiros casos confirmados de transmissão local da nova variante fora da África.

Quem teve contato com os infectados foi obrigados a se isolar, independentemente do seu estado de vacinação, e será testado regularmente contra a Covid-19, informou o instituto.

Um porta-voz do clube afirmou nesta segunda que 44 pessoas estão isoladas em casa e "dois ou três jogadores e dois ou três funcionários apresentam sintomas, mas nada muito grave". "Os demais estão assintomáticos".

A nova variante

A ômicron (B.1.1.529) já foi detectada em ao menos 14 países e territórios até o momento, e várias nações já restringiram voos devido à nova cepa.

A variante preocupa pois tem 50 mutações — algo nunca visto antes —, sendo mais de 30 na proteína "spike" (a "chave" que o vírus usa para entrar nas células e que é o alvo da maioria das vacinas contra a Covid-19).

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a ômicron como uma "variante de preocupação", colocando a cepa no mesmo grupo de versões do coronavírus que já causaram impacto na pandemia: a alfa, a beta, a gama e a delta.

Mas ainda não se sabe se ela é mais transmissível ou mais letal, e a própria OMS diz que precisará de semanas para compreender melhor o comportamento da variante.

Belenenses goleado

O surto no Belenenses causou uma cena inusitada no Campeonato Português no sábado 28): o time conseguiu escalar apenas 9 jogadores contra o Benfica, entre eles 2 goleiros – e 1 deles jogou na linha.

O Benfica fez 7 a 0 no primeiro tempo, e a partida foi encerrada no início da segunda etapa porque o Belenses ficou com apenas 6 atletas em campo.

Os presidentes do Benfica e do Belenenses disseram que não tiveram escolha a não ser jogar a partida, pois poderiam ser punidos por "ausência injustificada", e culparam a liga e a autoridade sanitária do país por não permitirem o adiamento do jogo.

Fonte: Por g1

QR Code


Comentários


Aviso Legal: Qualquer texto publicado na internet através doVale do Piancó Notícias, não reflete a opinião deste site ou de seus autores e é de responsabilidade dos leitores que publicam.