Pandemia de coronavírus faz Trump declarar emergência nos EUA48934

Medida vai liberar até US$ 50 bilhões em recursos federais de emergência para estados, territórios e municípios implementarem seus planos

O presidente dos EUA, Donald Trump, declarou estado de emergência nacional em todo o seu país, como medida para ampliar o combate à pendemia de coronavírus em seu território.

Em um pronunciamento no jardim da Casa Branca, nesta sexta-feira (13), o presidente afirmou que a medida vai liberar recursos de emergência de até US$ 50 bilhões (cerca de R$ 243 bilhões) para estados, territórios e cidades norte-americanos,

"Ações decisivas"

"Tomamos ações decisivas para combater e tentar vencer o coronavírus, trabalhamos duro nisso", disse Trump. Na última quarta-feira, ele já havia anunciado a suspensão da entrada de todos os estrangeiros vindos da Europa para os EUA. 

Ele também solicitou que todos hospitais dos EUA ponham em prática seus planos de emergência, para poder testar o maior número possível de pessoas.

No pronunciamento, Trump também anunciou parcerias com empresas do setor privado e afirmou que, dentro de um mês, elas farão até 5 milhões de kits de detecção para o coronavírus.

"Sem sintomas"

Trump, o vice-presidente Michael Pence e diversos representantes de empresas usaram o mesmo microfone, apertaram mãos e colocaram as mãos no pódio sem qualquer tipo de medida de higienização.

Ao responder a pergunta de um jornalista, sobre se faria o teste para saber se tem o coronavírus, Trump disse que não realizou porque não apresentou "nenhum tipo de sintoma", mesmo após ter tido contato com pessoas que testaram positivo, como o secretário de Comunicação do governo do Brasil, Fábio Wajngarten.

"Não sei de quem se trata", ele respondeu, quando uma jornalista perguntou sobre Wajngarten.

 

Fonte: Fábio Fleury, do R7