Homem compra coroa de flores para ex-mulher antes de tentar matá-la

Claudemir matou melhor amiga da ex, que também foi baleada, e está em estado grave. Depois tirou a própria vida. Crime teria sido premeditado

Crime


A Polícia Civil acredita que Claudemir Pereira, de 45 anos, já tinha planejado matar a ex-mulher e a melhor amiga dela antes de cometer suicídio. Ele não aceitava o fim do casamento, atirou na ex-esposa, Adriana Correa, de 45 anos, que foi socorrida em estado grave, mas a amiga Angela Muczinski, de 31 anos, não resistiu. As informações são da Record TV.

Segundo as investigações, o suspeito alugou o carro usado no crime e havia comprado um pacote funerário, com coroa de flores, que seria enviado ao velório da ex-companheira.

O crime aconteceu em Salto, no interior de São Paulo, na tarde de segunda-feira (28). Claudemir não aceitava o fato de Adriana ter terminado o relacionamento há um mês. O casal teve dois filhos. Para Claudemir, foi Angela quem incentivou a amiga a acabar com o casamento.

Angela foi abordada por Claudemir no carro em que estava, acompanhada das duas filhas. Ela saiu do veículo e o homem atirou contra ela três vezes e fugiu. Assustadas, as crianças atravessaram a avenida e correram para uma lanchonete próxima ao local e pediram ajuda. A mãe estava morta.

Em seguida, Claudemir foi ao bairro Arco-Íris, também em Salto, no pet shop onde Adriana trabalhava. De acordo com testemunhas, ela foi agredida e a proprietária e outra funcionária do local foram ameaçadas, mas escaparam. Adriana foi baleada e encaminhada para o Hospital Regional de Sorocaba.

Segundo a polícia, a ex-mulher já vinha recebendo constantes ameaças de Claudemir, que tirou a própria vida após o crime.

O caso foi registrado na Delegacia de Salto e encaminhado à Delegacia de Defesa da Mulher do município. Um revólver calibre .38 foi apreendido e encaminhado para perícia.

QR Code


Comentários


Aviso Legal: Qualquer texto publicado na internet através doVale do Piancó Notícias, não reflete a opinião deste site ou de seus autores e é de responsabilidade dos leitores que publicam.