Transposição: bancada federal destina valor irrisório para Ramal do Piancó no orçamento de 2020 45405

Por isso, a esperança desse projeto está nos deputados e senadores da Paraíba, que podem destinar emendas conjuntas para o serviço, mas a sinalização é pouco positiva.

O governo federal parece não ter interesse nem dinheiro para a obra de inclusão do rio Piancó na transposição do São Francisco. Por isso, a esperança desse projeto está nos deputados e senadores da Paraíba, que podem destinar emendas conjuntas para o serviço, mas a sinalização é pouco positiva.

Parece que a bancada federal da Paraíba também não está muito interessada na obra. É o que se conclui ao saber que as emendas de bancada destinaram apenas 14 milhões de reais no orçamento de 2020 para o Ramal do Piancó, assim conhecido o projeto que tenta viabilizar a 3ª entrada de águas do São Francisco na Paraíba.

O valor é irrisório e, sem um aporte maior de recursos, a obra poderá nunca sair do papel. O valor designado para o próximo orçamento é bem inferior ao deste ano, definido pela bancada em 2018. Os 23 milhões do orçamento vigente é considerável, mas dá somente para custear o projeto técnico da obra, que tem um custo global de 250 milhões de reais.

Mesmo assim, ainda é pouco diante de o gasto de quase 1 bilhão de reais que teve o governo para botar água no rio Piranhas, cujas obras estão quase concluídas, mas tem um problema: o rio não tem capacidade de armazenamento por não ser barrado e passa longe da principal caixa d’água do estado, que é Coremas/Mãe D’água.
 

Fonte: Folha do Vale