Pelo menos quadro suspeitos de integrarem quadrilha de assalto a banco morrem em confronto com a polícia, no Vale do Piancó

De acordo com informações levantadas pelo portal vale do Piancó Notícias, a operação foi comandada pela Delegacia de Repressão ao Crime Organizado - DRACO da cidade de João Pessoa.

Operação


Uma grande operação policial terminou com a morte de quatro homens, suspeitos de integrarem uma quadrilha de assaltos a banco e homicídios, no início da tarde desta quarta-feira (13), na cidade de Coremas, durante um confronte entre as forças policiais e o grupo criminoso. Três dos homens eram da cidade de Jericó (PB) e um de Catolé do Rocha (PB).

De acordo com informações levantadas pelo portal Vale do Piancó Notícias, a operação foi comandada pela Delegacia de Repressão ao Crime Organizado - DRACO da cidade de João Pessoa. Os policiais cercaram a residência e deram voz de prisão, mas os bandidos atiraram contra os agentes, que revidaram e acabaram matando todos.

As primeiras informações apontam que a DRACO investigava ação de quadrilhas envolvidas em crime organizado na região.

O confronto ocorreu durante uma operação que visava prender o quarteto, que era suspeito de praticar vários roubos, homicídios, ataques a bancos e tráfico de drogas, e estava há cerca de 15 dias escondido em uma casa, localizada no bairro Linha de Ferro.

No momento do cerco à residência, os suspeitos receberam voz de prisão, porém passaram atirar contra os policiais, que em revide, alvejaram os quatro homens. Eles foram socorridos ao Hospital Regional de Coremas, porém não resistiram aos ferimentos e vieram a óbito.

Na residência, os policiais apreenderam uma espingarda calibre 12, uma pistola calibre 380, dois revólveres calibres 38, além de aproximadamente 4 quilos de maconha. O material apreendido foi levado à delegacia de Polícia Civil, para serem adotadas as providências cabíveis.

Um dos homens mortos, Francimar da Silva Araújo, foi reconhecido por José Josinei Lira Soares, como um dos criminosos que tentaram matar ele e seu filho no último sábado (9), no Sítio Canaã em Jericó/PB. Ainda conforme investigações, o grupo “explodiu” caixas eletrônicos do banco de Paulista/PB na madrugada desta quarta-feira.

 

Fonte: Redação do Vale do Piancó Notícias

QR Code


Comentários


Aviso Legal: Qualquer texto publicado na internet através doVale do Piancó Notícias, não reflete a opinião deste site ou de seus autores e é de responsabilidade dos leitores que publicam.