Acusado de matar homicídio é condenado a seis anos de prisão, em Itaporanga

O crime ocorreu em 2019. A vítima chegou a ser socorrida, mas morreu ao dar entrada no hospital.

Júri popular


O Tribunal do Júri de Itaporanga condenou Ederaldo Deocleciano da Silva a seis anos de prisão em regime semiaberto por matar a tiros Mariano Leite. O crime ocorreu em março de 2019 no município itaporanguense.

Após o assassinato, o homem foragiu, e foi pego no estado de Goiás, onde ficou preso até o julgamento, que ocorreu de forma virtual.

Uma das teses acatadas pelos jurados foi a desclassificação de homicídio qualificado — quando há intenção de matar por motivo específico, sem chance de defesa para a vítima—  para homicídio simples.

A sessão foi presidida pela juíza Francisca Brenda e durou 9 horas de julgamento. A defesa foi do advogado criminal Clebson Wellington Leite de Sousa, que tem se destacado no Tribunal do Júri, e da advogada assistente Kalina Salviano.

Advogados de defesa — Foto: Reprodução

Fonte: Diamante Online

QR Code


Comentários


Aviso Legal: Qualquer texto publicado na internet através doVale do Piancó Notícias, não reflete a opinião deste site ou de seus autores e é de responsabilidade dos leitores que publicam.