Ministro anuncia adutora de Coremas/Mãe D’agua até Patos28579

Helder Barbalho, da Integração Nacional, visitou município de Custódia, PE. Projeto irá beneficiar mais de 12 milhões de pessoas em PE, CE, PB e RN.

Em visita ao município de Custódia, no Sertão, o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, afirmou nesta quarta-feira (22) que "faltam apenas 4% para conclusão das obras do Projeto São Francisco". O projeto irá beneficiar mais de 12 milhões de pessoas em Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Imagem área das obras da Transnordestinas, ladeadas pelos canais da transposição do São Francisco, em Salgueiro, Sertão de Pernambuco (Foto: Eduardo Ricken/TV Globo)

Na ocasião, o ministro vistoriou o eixo leste das orbas. "A água chegará ao estado da Paraíba até o início de março", destacou. Ainda segundo Helder Barbalho, em seguida, a água segue para o alude Camalaú, pelo rio Paraíba, abastecendo em especial a área de Campina Grande.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, também participou da visita. Para o ministro, a parceria com o governo paulista "garantiu o enchimento do reservatório de Braúnas, antecipando o prazo de passagem da água". 

Segundo Alckmin, as bombas - cedidas em dezembro do ano passado - foram utilizadas em 2014, durante a seca prolongada que atingiu a região metropolitana de São Paulo, no Sistema Cantareira. "São superbombas, potentes", ressaltou.

Eixo Norte

De acordo com o Ministério da Integração Nacional, com 94,5% de obras físicas executadas, o Eixo Norte está previsto para ser concluído no segundo semestre deste ano. Para garantir o abastecimento de água a outras regiões da Paraíba, que serão atendidas pelo Eixo Norte do Projeto São Francisco, o ministro Helder Barbalho assegurou que o Governo Federal destinará recursos da Defesa Civil para a implantação de adutoras.

"Receberemos da companhia de saneamento do estado da Paraíba o projeto para uma adutora de engate rápido do reservatório Coremas Mãe/D’agua até Patos e, assim, minimizar os efeitos da seca na região, beneficiando o mais rápido possível cerca de 100 mil paraibanos", acrescentou.

Fonte: Redação do Portal Vale do Piancó Notícias com G1